ARTES MARCIAIS

Popó é derrotado por nocaute técnico


29/04/2007

O brasileiro Acelino "Popó" Freitas não teve a menor chance em sua primeira luta após desistir da breve aposentadoria. Neste sábado, pelos títulos unificados dos pesos leves (61,2 kg) da Organização Mundial de Boxe (OMB) e Associação Mundial de Boxe (AMB), Popó perdeu para o mexicano Juan Diaz por nocaute técnico ao abandonar a luta no final do oitavo assalto.

EFE
Popó (esq) leva golpe de Diaz em derrota na sua volta ao boxe após a aposentadoria

Com a derrota, Popó desperdiçou a chance de conquistar o seu quinto título na carreira, o que seria um recorde entre brasileiros. E o pugilista viu ficar mais distante o seu maior sonho: lutar pelo cinturão do Conselho Mundial de Boxe (CMB).

Esta foi a segunda derrota da carreira de Popó. Diante de Diego Corrales, em 2004, o brasileiro também foi derrotado por nocaute técnico após abandonar o combate.

"Foi minha decisão (abandonar a luta). Depois do último golpe, ele não se recuperou. Eu pude ver isso nos seus olhos", disse Oscar Suarez, um dos técnicos de Popó.

Em outubro do ano passado, o atleta de 31 anos anunciou que iria pendurar as luvas. Mas a decisão de ficar fora dos ringues durou apenas um mês. Com a chance de disputar um novo título, Popó deixou de lado a aposentadoria para voltar a lutar.

Com o resultado neste sábado, Popó chegou ao cartel de 38 vitórias (32 por nocaute) e duas derrota. Já Diaz, de 23 anos, manteve-se invicto em 32 combates, sendo seis deles em defesa de título.

A luta começou com vantagem de Diaz, chamado de "El Torito", que não se intimidou com a experiência do brasileiro. O mexicano partiu para o ataque nos primeiros assaltos, tentando encurralar Popó nas cordas. Já o brasileiro, sem sucesso, tentava encaixar contra-ataques no adversário.

No quinto assalto, Diaz teve a primeira chance de derrubar Popó. Um direto de esquerda deixou o brasileiro grogue, mas "El Torito" não conseguiu colocar o rival no chão.

No oitavo assalto, novamente Diaz teve o controle do combate. Acertando muito bem a esquerda, ele quase derrubou Popó, que desistiu de voltar para a luta no round seguinte e entregou a vitória a Diaz.

"Na cabeça das pessoas você não é um campeão se não tiver todos os cinturões. E é isto o que eu quero", disse Diaz, que ainda fez questão de elogiar Popó. "Estou emocionado, ganhei de um homem que é quase uma lenda e fiz de forma limpa."

Depois de vencer o combate, Diaz tem um objetivo humilde. "Agora eu quero voltar à universidade em Houston. Ainda sou um jovem campeão e tenho muito a aprender", disse o mexicano, que irá se formar no mês que vem.

UOL Esportes

 

Leia também:

Tazinho deve ser o técnico do CSP em 2015

Técnico Everton Goiano, fala ao repórter Onivaldo Elias (Bob Esponja), de sua satisfação em continuar à frente do Treze para a temporada vindoura

Serrano-PB efetiva ex-zagueiro como técnico para a sequência da 2ª divisão

Segunda Divisão: Técnico Suélio Lacerda deixa Lucena horas antes do jogo contra o Femar

Futebol de 5: Técnico paraibano convoca atletas para disputar Mundial no Japão pela Seleção Brasileira



FAÇA SEU COMENTÁRIO:

Publicidade:







twitter facebook games

Agora Esportes
Sua Revista Esportiva On-line

Rua Vidal de Negreiros, 91 - Centro
Campina Grande - PB - CEP 58.101-001
comercial@agoraesportes.com.br

Desenvolvimento: Creartech