Agora Esportes

As principais notícias do esporte

História do América-MG

Um dos principais clubes de futebol, o América Mineiro está trabalhando para firmar também como um dos times mais relevantes do Brasil. A história do Coelho se mistura com o próprio desenvolvimento da capital Belo Horizonte. O clube foi fundado no dia 30 de abril de 1912.

Além das conquistas dentro de campo, a equipe também se destaca por sua tradição em revelar novos talentos para o esporte nacional. Até o momento, o América Mineiro continua com o status de ser o único clube da capital de Minas Gerais com um estádio próprio, a Arena Independência, que já foi utilizada inúmeras vezes por suas rivais locais Atlético-MG e Cruzeiro.

História do América-MG
Time vice-campeão estadual de 1964. Em pé: Klebs, Catocha, Zé Horta, Zé Ernesto, Murilo e Zé Emilio Agachados: Saci, Luizinho, Jair Bala, Dario Alegria e Sérgio.

Resumo da História

Primeiro decacampeão do mundo, o América Futebol Clube, iniciou a sua trajetória em 30 de abril de 1912. Por isso, a equipe é uma das mais tradicionais de Minas Gerais. Com uma trajetória rica e centenária, a história do Coelho é recheada de conquistas, vitórias e avanços dentro e fora de campo.

O primeiro estádio se situava no bairro de Santa Efigênia, onde hoje existe um supermercado. Neste ponto, o Coelho contou com o inesquecível Estádio Otacílio Negrão de Lima, mais conhecido como Alameda. Atualmente, a equipe manda os seus jogos no Estádio Independência.

As cores verde e branca também foram definidas em um sorteio e no ano seguinte a fundação, foi incluída a cor preta, que aparecia nos calções dos jogadores. Atualmente, as três tonalidades se mesclam nas variações dos do tricolor América Mineiro (nome fantasia).

A primeira Diretoria foi formada por Affonso Silviano Brandão (presidente), Aureliano Lopes Magalhães (vice-presidente), Aldemar de Meira (secretário) e Oscar Gonçalves (secretário e zelador).

Primeira excursão

 

Segunda equipe de Minas Gerais a realizar uma excursão pela Europa e a primeira brasileira a permanecer mais tempo no continente. Ao todo, foram cem dias de viagens e confrontos de 29 de setembro até 31 de dezembro.

O time contratou reforços para esse período e entre os atletas emprestados estavam os uruguaios, do Nacional, o Mendez e o Gambetta, destacando que este último foi campeão mundial com a seleção de seu país em 1950 em cima do Brasil, no famoso Maracanazo. Portanto, o América foi o primeiro clube nacional a contratar um campeão de Copa do Mundo.

1971

Em 1971, o América conquistou o Campeonato Mineiro de maneira invicta. E o título conduziu o clube a participar do primeiro campeonato nacional, vencido pelo rival Atlético-MG.

CT e Independência

Se nas quatro linhas os anos 80 não foram tão positivos, a situação extracampo evoluiu. Em 1988, o América iniciou as obras do CT Lanna Drumond e, em maio do mesmo ano, América e 7 de Setembro fecharam uma parceria com o clube assumindo a gestão do Estádio Independência, que posteriormente, viraria propriedade do Coelho.

Neste período foram obtidos conquistados seis terceiros lugares e dois quarto lugares. O clube voltou a atuar na Europa (Portugal e Espanha) e ao esporte especializado com o handebol, basquete, vôlei, futebol de salão, atletismo e bocha.

Centenário do América

A tão aguardada data de festejar o Centenário da equipe aconteceu em 30 de abril de 2012. Uma celebração inesquecível se sucedeu no Palácio das Artes, na capital mineira. A Federação Mineira de Futebol (FMF) legitimou (homologando) definitivamente o decacampeonato do Coelho. O ano também foi marcado pela reestreia do Estádio Independência, agora propriedade do América e totalmente reformulado.

No dia da abertura da moderna Arena, o Coelho superou o Coelhão venceu o Argentino Juniors (ARG), por 2 a 1, em 25 de abril, em amistoso internacional. Ainda nesta temporada o Coelho voltou a disputar uma final do Mineiro e ficou com o vice-campeonato.

2020: acesso à elite e campanha histórica na Copa do Brasil

A temporada 2020 permanecerá na memória do torcedor do América. Com o treinador Lisca, a equipe passou das oitavas de final da Copa do Brasil e superou todas as expectativas. Despachando grandes rivais, como Corinthians, com triunfo em um estádio rival, e o Internacional, também com vitória fora de casa, o Coelho foi até as semifinais.

Em um embate marcante com o Palmeiras, no final de dezembro, o América-MG empatou no Allianz Parque, em São Paulo. Mas, acabou derrota no Independência, finalizando uma campanha histórica que colocou o Coelho lado a lado com os maiores times do Brasil. Palmeiras e Grêmio se enfrentaram na final, resultando no título alviverde.

Além disso, o América também realizou uma campanha consistente na Série B do Brasileiro, assegurando o acesso para a elite com quatro rodadas de antecedência e buscou pelo título até os minutos finais da última partida da competição. Com 73 pontos conquistados, o Coelho ficou com o vice-campeonato.

Futebol feminino e a base em 2020

No futebol feminino, o time do Coelho novamente brigou pela oportunidade de jogar a primeira divisão do Brasileiro Feminino. A equipe parou nas oitavas de final da Série A2. E, a base do Coelho participou dos Campeonatos Brasileiros Sub-20 e Sub-17 pelo segundo ano consecutivo.

Vale destacar que essa tradição de revelar grandes nomes se mostrou presente mais uma vez, com quase 20 jogadores tendo a possibilidade de promoção ao elenco principal. O ano de 2020, que ficará marcado para sempre na história da humanidade devido à pandemia de Covid-19, também atingiu em cheio o futebol.

No entanto, a união e a resiliência marcaram a doação de comissões técnicas, funcionários, jogadores e da diretoria que passaram por uma temporada difícil, mas memorável para o clube. Além disso, o clube prosseguiu realizando campanhas para ajudar em causas sociais.

Hinos do Clube

O autor do hino oficial do América-MG é Vicente Motta.

“Mantendo nosso espírito esportivo,

social e cultural.

Vamos cantando o hino do América

tão famoso e tradicional.

 

E cantamos nossa música querida

vibrando com amor no coração.

Enaltecemos assim a nossa equipe

o nosso América deca campeão.

 

As suas cores são alviverdes,

tua torcida feminina é demais.

A tua classe aristocrata

é quem fulmina os teus rivais.

 

América és o maior,

teu futebol é sensacional.

Cantamos para o mundo inteiro,

tu és a gloria do esporte nacional”

Ídolos

O América-MG se orgulha de sua tradição em revelar grandes nomes para o futebol mundial. Por isso, os gramados do mundo receberam jogadores Jair Bala, Juca Show, Cândido, Zuca, Petrônio, Gunga e Satyro, além das revelações da categoria de base, com destaque para Tostão, Eder Aleixo, Palhinha, Euller (o Filho do Vento), Gilberto Silva, Fred, Alessandro, Alex Mineiro, Wagner.

Cabe destacar o japonês japonês Yuji Nakazawa, que defendeu o Coelho em 1996 e 1997, e posteriormente, virou herói da seleção japonesa. Recentemente, o Coelho ainda revelou nomes como Danilo, Richarlison, Matheusinho, entre tantos outros.

 

Patrimônio

O Coelho é um clube que também chama atenção pelo estilo de gestão diferenciada de boa parte dos clubes, contando com Conselho de Administração formado por cinco integrantes, além do Conselho Consultivo, que inclui todos os presidentes e ex-presidentes vivos e auxilia na gestão do clube.

Fora de campo, o América-MG também é famoso pelo grande patrimônio, calculado em cerca de 500 milhões de reais. Dessa maneira, o Coelho busca crescer de modo planejado, saudável e de acordo com o verso de seu hino ‘…tu és a gloria do esporte nacional’.

Arena Independência

Estádio Independência

 

Atualmente, o Coelho se orgulha de ser o único clube de Belo Horizonte a possuir um estádio inteiramente seu. Situado em um local estratégico da capital, a moderna Arena Independência é a casa oficial da equipe. Com capacidade de receber até 25 mil pessoas, o estádio é uma das maiores conquistas do clube, que já contou com uma arena onde atualmente fica o Mercado Central.

Sede

A Sede Administrativa Afonso Celso Raso no Boulevard Shopping, preenchendo todo o primeiro andar da torre comercial, com área de 909m². Também no Boulevard Shopping, o América tem uma loja de 11.000 m2, locada para o hipermercado Carrefour.

Centro de Treinamento

O América-MG se orgulha ainda do seu espaço e moderno Centro de Treinamentos. O CT Lanna Drumond abriga, além da equipe profissional, as categorias Sub-20, Sub-17 e Sub-15, mantendo os trabalhos do time principal e da Base em um mesmo ambiente.

Escudos

Reformulada em 2017, a identidade visual do Coelho tem o intuito de resgatar a história e tradição do Clube no decorrer de sua gloriosa história centenária. Ao mesmo tempo, favorecer a disseminação da marca em mercados esportivos, nacional e internacional, adotando um visual moderno e ajustado às novas vivências e expectativas dos torcedores e clientes no século XXI.

Conforme informações do site oficial, é o uso do design como ferramenta determinante para definir a melhor gestão dos elementos gráficos e digitais do Coelho, conservando a sua integridade e características visuais.

Concepção

O sistema adotado nessa readequação, abordando os seus símbolos institucionais e o logo do sócio-torcedor Onda Verde, foi o conceito dos 3T$: Tradição, Torcida e Troféus, criado por Adriano Ávila, fundador do Futbox.com e designer responsável pela nova identidade do Clube:

1) Tradição: tempo de existência e relacionamento do clube com seus torcedores e clientes durante esse período;

2) Torcida: dimensão, potencial de crescimento e engajamento dos torcedores, atuais e futuros, com as ações intitucionais e comerciais realizadas pelo marketing;

3) Troféus: relação entre as conquistas do clube, desde a sua fundação, e a maneira de comunicá-las aos torcedores, à midia e ao mercado do futebol.

Mascotes

Desde a metade da década de 1940, o Coelho representa o mascote do América Mineiro, criado pelo cartunista Fernando Pieruccetti, o Mangabeira, atendendo a um pedido daquela época do jornal Folha de Minas. Nos dias de hoje, os torcedores da equipe se orgulham de referenciam e torcer pelo poderoso Coelhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *