Agora Esportes

As principais notícias do esporte

História do Corinthians

Em 1º de setembro de 1910, um grupo o grupo de operários formado por Anselmo Corrêa, Antônio Pereira, Carlos Silva, Joaquim Ambrósio e Raphael Perrone fundaram o Sport Club Corinthians Paulista. Com mais oito jovens, foi composta a reunião dos primeiros integrantes e sócio-fundadores do Timão, que teve seu nome inspirado na equipe inglesa Corinthian-Casuals Football Club, que fazia excursão pelo Brasil.

O presidente escolhido por eles foi o alfaiate Miguel Battaglia, que, já no primeiro momento, afirmou: “O Corinthians vai ser o time do povo e o povo é quem vai fazer o time”. Um terreno alugado na Rua José Paulino se tornou campo e o primeiro treino ocorreu em 14 de setembro do mesmo ano.

Quanto anos depois, o clube conquistou o seu primeiro título. Com 10 vitórias em 10 jogos disputados, o Timão marcou 37 gols e venceu a última partida por 3 a 0, contra o Lusitano, no Parque Antártica. O atacante Neco foi o artilheiro da competição com 12 gols. O Alvinegro faturou o Campeonato Paulista com uma rodada de antecedência. No dia 8 de novembro, a equipe derrotou o Campos Elyseos e sagrou-se campeã com Aristides, Fúlvio e Casemiro González; Police, Bianco e César Nunes; Américo, Peres, Amílcar, Apparício e Neco.

História do Corinthians

Depois de 22 anos, oito meses e sete dias, o Corinthians era novamente campeão paulista em 1977. O gol foi marcado por Basílio na final do Campeonato Paulista na vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, no Morumbi no dia 13 de outubro. Quatro dias antes, o estádio registrou seu maior público: 146.072 pessoas acompanharam um dos jogos da final. O Timão finalizou a competição com 72 gols marcados em 48 partidas.

Em 16 de dezembro de 1990, o Timão conseguiu o seu primeiro troféu de campeão brasileiro. Com 23 gols marcados em 25 partidas, a equipe do técnico Nelsinho Baptista superou o São Paulo por 1 a 0 no último jogo, no Morumbi. Neto marcou nove dos 23 gols, cinco em venenosas cobranças de falta. A escalação do time no dia da grande final foi: Ronaldo, Giba, Marcelo, Guinei e Jacenir; Márcio, Wilson Mano e Tupãzinho; Neto, Fabinho e Mauro.

Resumo da história

Duas décadas após conquistar o Brasil pela primeira vez, o Corinthians garantiu o primeiro título mundial de clubes reconhecido pela Fifa com uma vitória em cima do Vasco nos pênaltis. Dida, Índio, Adílson, Fábio Luciano e Kléber; Rincón, Vampeta, Ricardinho e Marcelinho; Edílson e Luizão foram os escolhidos. O Alvinegro fez seis gols em quatro jogos disputados.

Todavia, a torcida corintiana ainda sentia falta de uma taça especifica. A Libertadores da América. Dois anos depois, o Corinthians concedeu essa alegria para os seus milhões de torcedores em uma campanha invicta com oito vitórias e seis empates. O atacante Emerson anotou os gols do triunfo em cima do Boca Juniors, da Argentina, na partida de volta.

Corinthians campeão mundial

A escalação da partida foi: Cássio, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Emerson. Além disso, o gol de cabeça Paulinho contra o Vasco, que levou o Corinthians às semifinais da Libertadores, é considerado por muitos o mais marcante da história do clube.

No mesmo ano, o clube ganhou a Copa São Paulo de Futebol Junior e, meses depois, o Bando de Loucos invadiu o Japão para apoiar a equipe que lutou contra o Chelsea e venceu novamente o Mundial de Clubes. Guerrero marcou de cabeça e garantiu o título contra o Chelsea no ano que se tornou inesquecível para a Fiel Torcida.

Vale salientar que o Corinthians foi novamente tricampeão paulista em 2019, depois de oito décadas o último Tri havia sido em 1937, 1938 e 1939). Na decisão, o Timão superou o São Paulo, na Arena Corinthians, e levantou o seu 30º campeonato estadual.

Hino Oficial

Salve o Corinthians

O campeão dos campeões

Eternamente

Dentro dos nosso corações

Salve o Corinthians

De tradições e glórias mil

Tu és orgulho

Dos desportistas do Brasil

Teu passado é uma bandeira

Teu presente é uma lição

Figuras entre os primeiros do nosso esporte bretão

Corinthians Grande

Sempre Altaneiro

És do Brasil

O clube mais brasileiro

Salve o Corinthians

O campeão dos campeões

Eternamente

Dentro dos nosso corações

Salve o Corinthians

De tradições e glórias mil

Tu és orgulho

Dos desportistas do Brasil

Ídolos

Com uma história secular e recheada de títulos, o Corinthians possui uma lista incomparável de ídolos como Cássio, Dida, GIlmar, Ronaldo, Alessandro, Chião, Domingos da Guia, Fábio Luciano, Homero, KLeber, Oreco, Waldimir, Zé Maria, Basílio, Biro=Biro, Brandão, Douglas, Edu, Elias, Ezequiel, Marcelinho Carioca, Paulinho, Rato, Renato Augusto, Ricardinho, Rincón, Rivellino, Sócrates, Tupãozinho, Vampeta, Dinei, Edilson, Baltazar, Neco, Palhinha, Guerreiro, Ronaldo, Tévez, Viola, entre tantos outros.

História do Corinthians

Patrimônio

O Corinthians é apontado como um dos maiores clubes do Brasil e do mundo, mas passou a contar com um estádio próprio somente nos últimos anos. A Neo Química Arena foi construída e recebeu a partida de abertura da Copa do Mundo de 2014, bem como os jogos do Corinthians em casa e outros eventos sociais.

O Estádio Alfredo Schürig, mais conhecido como Fazendinha e Parque São Jorge, é outro estádio de propriedade do Corinthians. Normalmente, as equipes da base e do feminino disputam algumas partidas no local. Além disso, o Timão possui o Centro de Treinamento Joaquim Grava e o espaço dedicado ao seu ‘Memorial’.

Corinthians campeão brasileiro

Escudos

O escudo do Corinthians sofreu inúmeras mudanças no decorrer dos anos. O primeiro foi feito às pressas para um confronto com o Minas Gerais, pela Liga Paulista, em 2013. Esse escudo seria utilizado somente por um ano. Em 1919, começa a apresentar a forma atual, com a bandeira do estado de São Paulo no meio.

Já em 1939, o escudo recebeu uma boia em torno do círculo, bem como um par de remos e a ancora, devido ao sucesso das modalidades náuticas. Posteriormente, o símbolo recebeu pequenas modificações, como na bandeira e na moldura. Com a intenção de modernizar, o símbolo, o artista Orfeu Maia definiu uma nova versão em 1980, trocando a boia por uma corda e estabelecendo um design gráfico que persiste até hoje.

Escudo do Corinthians

Em 1990, foi acrescido a primeira estrela graças a conquista do primeiro título nacional. O mesmo ocorreu com as conquistas de 1998, 1999 e 2005, além de uma estrela maior com contorno prateado posta acima das demais, em homenagem à conquista do Mundial da FIFA de 2000. Em 2011, a diretoria do Corinthians optou por tirar as estrelas do distinto, visando aumentar a importância do seu próprio símbolo.

Mascotes

O Mosqueteiro foi adotado como mascote oficial do Timão. Além desse mascote, o Corinthians também tem apego com São Jorge. De acordo com versão oficial, o Mosqueteiro surgiu em 1929, quando o Timão venceu o Barracas, da Argentina, por 3 a 1. Esse foi o primeiro triunfo do clube em jogos internacionais e alcançou repercussão no jornal “A Gazeta”, com o título dado pelo jornalista Tomás Mazzoni: “O Corinthians venceu com ‘fibra de mosqueteiro'”.

Mascote do Corinthians

Além do mascote, o Corinthians tem bastante apego a São Jorge. Depois de comprar o campo do Parque São Jorge, em 1926, o Corinthians adotou o santo como seu padroeiro. O clube construiu uma capela em homenagem a São Jorge na sede social. Recentemente, devido a torcida organizada e escola de samba ligada ao clube Gaviões da Fiel, o gavião também tornou-se um dos mascotes do time.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *