Agora Esportes

As principais notícias do esporte

História do Sport Recife

A frase do fundador do Sport Recife, Guilherme de Aquino, em 1905, contava com ares de profecia. Afinal, o Sport Clube do Recife surgiu e jamais de ser em 112 anos de história um verdadeiro campeão. Uma trajetória recheada de valentia, vitórias e glorias. São quase 50 conquistas no futebol profissional e muitas mais com as categorias de base e esportes olímpicos e amadores.

Conforme o site oficial, o clube foi fundado no dia 13 de maio de 1905, no salão da Associação dos Empregados do Comércio de Pernambuco. O engenheiro pernambucano Guilherme de Aquino chamou, como o próprio hino do Leão diz, “ardentes seguidores” para começar a história de um dos grandes times do Norte-Nordeste brasileiro. Ao todo, foram 67 torcedores registrados como fundadores, ainda que nem todos os nomes apareçam na ata.

Após um mês da reunião, especificamente no dia 22 de junho do mesmo ano, o clube entrou em campo pela primeira vez para um jogo de futebol. Um amistoso contra o English Eleven, time formado por funcionários de companhias britânicas sediadas no Recife. Apesar do favoritismo dos ingleses, considerados “os pais do futebol”, o Sport conseguiu um honroso empate por 2×2.

“Esteve bastante concorrida a festa de inauguração deste club, comparecendo crescido número de senhoritas e cavalheiros. Constou o festival de uma partida de football em que tomaram parte sócios do Sport Club e do English Eleven. A partida foi bem jogada mútuo, havendo um empate. Felicitamos a diretoria do Sport Club pela vitória alcançada, pois sendo uma sociedade nova, não se deixou vencer pelo English Eleven”, consta em reportagem do Diario de Pernambuco em edição do dia 24 de junho de 1905.

 

Fundador do Sport Recife
Guilherme Aquino é o fundador do Sport Recife, um dos primeiros times do Brasil

Resumo da história recente do Sport Club do Recife

Desde então, uma história repleta de glórias, como os títulos do Brasileirão de 1987 e da Copa do Brasil de 2008, e escrita por pessoas visionárias, como os ex-presidentes, ex-diretores e tantos outros anônimos que atuaram de forma incansável pelo Sport. Cada um ajudando da maneira que podia para o crescimento do clube, que ganhou em 1937 a sua primeira casa, o Estádio Adelmar da Costa Carvalho. Em 2008, o espaço que sedia o Centro de Treinamento José de Andrade Médicis, em Paratibe, um dos mais modernos do País.

Nas tonalidades preta e vermelha e com o Leão como mascote, o Sport possui Nossa Senhora de Fátima como padroeira, já que sua aparição ocorreu também em um 13 de maio, dia de fundação do clube pernambucano. Tanto na Sede Social da Ilha como no CT, há espaços com a imagem da Santa. De acordo com a última pesquisa divulgada pelo Ibope, ainda em maio de 2014, o Sport conta com cerca de 2,4 milhões de rubro-negros espalhados pelo País.

 

Jogadores do Sport Recife
Jogadores do Sport Recife comemoram após marcarem um gol. Foto: Sport Recife

Hino Oficial do Sport Club do Recife

“Com o Sport eternamente estarei

Pois rubro-negras são as cores que abracei

E o abraço, de tão forte,

Não tem separação

Pra mim, o meu Sport é religião

 

A vida a gente vive pra vencer

Sport, Sport

Uma razão para viver

 

Treze de Maio

Mil novecentos e cinco

Dia divino em que Guilherme de Aquino

Reúne no Recife, ardentes seguidores

Fundando esta nação de vencedores

Que encanta, enobrece e dá prazer

Sport, Sport

Uma razão para viver

 

Eterno símbolo de orgulho

É o pavilhão

De listras pretas e vermelhas,

Com o Leão

Erguendo, imponente, o imortal escudo

Mostrando a gente que o Sport é tudo

Que a vida tem de belo a oferecer

Sport, Sport

Uma razão para viver

 

São gerações e corações

Fazendo a história

São campeões e emoções

Tecendo a glória

Do bravo Leão da Ilha, Sport obsessão

Que faz bater mais forte o coração

Torcida mais fiel não pode haver

Sport, Sport

Uma razão para viver

Sport! Sport! Sport!”

Ídolos do Leão da Ilha

Com uma história que ultrapassa os cem anos, o Sport Recife conta com inúmeros jogadores que contribuíram de maneira histórica para ampliar ao seu acervo de troféus, vitórias emocionantes e momentos incríveis. No entanto, o clube promoveu uma enquete nas suas redes sociais em 2020 visando chegar aos quatro maiores ídolos de sua história. Conforme a lista, os jogadores históricos eleitos foram Leonardo, Magrão, Durval e Ademir de Menezes.

 

Torcedores do Sport Recife
Torcedores do Sport Recife apoiando o time por meio de cartazes. Foto: Sport Recife

Patrimônio do Sport Club do Recife

A Ilha do Retiro passou a contar com uma fama de caldeirão ao longo do tempo, tornando-se um dos estádios mais ‘temidos’ em todo o Brasil. Hoje, o estádio tem capacidade para receber até 30 mil pessoas. O complexo ao seu redor é formado uma Sede Social, quatro ginásios, parque aquático com cinco piscinas e quadras de tênis, academia e etc. São quase 20 modalidades esportivas contempladas.

Além disso, a Ilha do Retiro possui os Ginásios Marcelino Lopes (basquete), Milton Bivar (vôlei), Carlos Gomes (hóquei), Jorge Maia (futsal), parque aquático, quadras de tênis, salas de artes marciais, campos society e salas de futebol de mesa e tênis de mesa.

Estádio do Sport Recife
Estádio do Sport Recife (Ilha do retiro) localizada em Recife (PE). Foto: Sport Recife

E não para no estádio, não! O Sport também tem um centro de treinamento com 8,4 hectares de área, conhecida como segunda casa do Leão com uma estrutura moderna para atender aos jogadores profissionais e talentos das categorias de base. Localizada a 25 quilômetros da Ilha do Retiro, cercada por verde característico da Mata Atlântica de Paratibe, Zona Norte da Região Metropolitana do Recife.

Escudo do Sport Recife

O clube foi fundado em 1905, todavia somente depois surgiu o emblema reconhecido nacionalmente. O escudo foi criado a partir de um causo curioso, após a primeira viagem do time para Belém, do Pará, quando faturou do Troféu Leão do Norte ao bater o combinado de Remo-Paysandu, por 3×2, em 3 de abril de 1919.

Na embarcação que trazia a equipe de volta ao Recife, o grupo foi surpreendido por um torcido paraense. Inconformado com a derrota, ele danificou a cauda do leão que acompanhava o arqueiro grego na taça. A história ficou marcada no Sport, que decidiu adotar o animal não somente no seu escudo como também seu mascote.

Segundo o site oficial, o emblema foi desenvolvido pelo desenhista Armando Vieira dos Santos. O fundo do escudo oficial conta com sete faixas paralelas, em cores preta e encarnada. Sobre tal fundo, a figura heráldica, em amarelo-ouro, de um leão em pé e de perfil, sustentando uma miniatura do desenho deste.

Entretanto, o primeiro escudo pouco lembra o atual. Ele contemplava uma série de modalidades e acompanhou o time nos primeiros anos de existência. No estatuto, era determinado que: “Sobre uma âncora, tendo no braço a data 13/05/1905, apoiada sobre um par de remos cruzando com um mastro contendo flâmulas descendentes e um croquete, um salva-vidas, tendo no centro uma bola de futebol entre um pau de críquete e uma raquete de tênis, cruzados, e em cima da bola pelas letras SCR, entrelaçados em monograma e, no corpo, escrito Sport Club Recife”.

 

Escudo do Sport Recife
Escudo do Sport Recife feito pelo desenhista Armando Vieira dos Santos. Foto: Sport Recife

Mascote do Sport Recife

A adoção do Leão como mascote oficial do clube e alcunha ocorreu devido à história narrada no tópico acima, representando o clube e a torcida. Desta maneira, o ‘Leão da Ilha’ corresponde a força do elenco e o apoio constante de sua numerosa torcida dentro de seu estádio.

Mascote do Sport Recife
Mascote do Sport Recife (Leão) que representa a grande força do elenco do time. Foto: Sport Recife

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *