26 de novembro de 2021

Agora Esportes

As principais notícias do esporte

Corinthians foi eliminado pelo Boca Juniors em 2013 por conta de atuação polêmica de Amarilla; relembre

Crédito: Divulgação / Agência Corinthians

Recentemente, em entrevista ao Podpah, Douglas, ex-jogador do Corinthians, relembrou a eliminação do Corinthians para o Boca Juniors na Libertadores em 2013. Depois de perder o jogo de ida por 1 x 0, o Timão precisava de uma vitória por dois gols de diferença ou repetir o placar para levar o duelo para as penalidades. Só que o duelo terminou empatado em 1 x 1, eliminando a equipe paulista.

Porém, a arbitragem do jogo de volta foi muito questionada. Em um dos trechos da entrevista, Douglas citou: “foi assaltado, a coisa mais feia do mundo. Dá vontade de sentar a mão (no árbitro), mas aí você nunca mais joga, né? (…) Roubou, garfou lindo. O Tite cegou, bufava no vestiário, só que o Tite é um lorde né”, afirmou.

Pensando nisso, o Torcedores.com relembra detalhes do confronto que ficou conhecendo como #AmarillaDay.

Expectativa da torcida do Corinthians

Depois de encerrar seu jejum de títulos na Libertadores em 2012, a equipe paulista chegou credenciada para repetir a dose no ano seguinte. Mantendo a base que ergueu a taça, o Timão investiu alto na contratação de Alexandre Pato, pagando R$ 40 milhões ao Milan na época.

Treinado time, o Corinthians terminou a fase de grupos como líder do Grupo 5, com 13 pontos, com a quarta melhor campanha geral e a defesa menos vazada. Para ajudar, o rival nas oitavas de final era o Boca Juniors, que foi derrotado na final do ano do primeiro título alvinegro.

Amarilla na história do Timão

Ao contrário de 2012, o Corinthians voltou da Bombonera com uma derrota por 1 x 0. Por conta disso, a equipe paulista enfrentou o Boca Juniors precisando reverter o resultado no Pacaembu. E foi aí que Carlos Amarilla entrou em cena.

O árbitro deixou de marcar pênalti a favor do Timão logo no começo do jogo. Em seguida foi a vez de Romarinho ter um gol anulado, por impedimento inexistente, com Riquelme abrindo o placar a favor da equipe argentina no minuto seguinte.

Paulinho, no segundo tempo, empatou o confronto, mas a arbitragem seguiu complicando os donos da casa. O volante marcou mais uma vez, só que o juiz alegou falta do atleta em cima do goleiro rival. E o último lance polêmico foi outra penalidade que não foi marcada no segundo tempo.

Relembre os lances, com análise de Carlos Eugênio Simon:

Mais informações do Corinthians

Apesar dos títulos da Recopa Sul-Americana e Campeonato Paulista, o ano de 2013 acabou ruim para o clube. No Campeonato Brasileiro o time ficou apenas na na 10ª posição, enquanto na Copa do Brasil aconteceu uma eliminação nas penalidades para o Grêmio, com direito a cavadinha de Pato em cima de Dida, em lance que praticamente encerrou sua passagem pelo clube.

A temporada acabou culminando em uma reformulação no elenco. Sheik, herói do título em 2012, deixou o clube em 2014. Tite, que não teve seu contrato renovado, aproveitou a temporada seguinte para um ano sabático. E Alexandre Pato foi envolvido em troca com o São Paulo, com Jadson chegando ao Parque São Jorge.

LEIA TAMBÉM:

Brasileirão Série A: clubes podem receber investimento bilionário de empresa
Fiorentina tem interesse e pode fazer proposta por lateral do Flamengo
Fórmula 1: veja a lista de pilotos e construtores que já venceram no Brasil
Presidente da CBF promete reformas drásticas e imediatas na arbitragem
Brasileirão Série A 2021: confira a tabela completa do campeonato
Brasileirão Série B 2021: confira a tabela completa do campeonato
Corinthians define preço para negociar João Victor, zagueiro que está na mira de europeus
Luan não joga pelo Corinthians há um mês e tem futuro em aberto no clube
Cuiabá pagará multa astronômica para Walter enfrentar o Corinthians no Brasileirão; veja valores
Sem Willian, Corinthians divulga lista de relacionados para confronto contra o Cuiabá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *