Agora Esportes

As principais notícias do esporte

Barcelona quer se livrar de brasileiro e mais seis jogadores; veja barca

Crédito: Divulgação – Barcelona

Após fechar com Kessie, Christensen, Raphinha, Lewandowski e encaminhar acerto com Koundé, o Barcelona trabalha na missão de reduzir o plantel. Como as contas precisam ser equilibradas, a diretoria, que só concretizou a saída de Lenglet, deseja encontrar um destino para mais sete jogadores. Sendo assim, com aval de Xavi, o grupo se encontra fora dos planos e à procura de um acerto no mercado da bola.

Segundo o jornal Mundo Deportivo, a relação de negociáveis do Barcelona é formada por De Jong, Memphis, Neto, Mingueza, Riqui Puig, Umtiti e Braithwaite. Dos jogadores citados, o goleiro brasileiro, que já foi especulado no Flamengo, é um dos que pode deixar o clube nos próximos dias, tendo em vista ser alvo de Celta de Vigo e Napoli.

Enquanto isso, ainda que possa atuar com Ten Hag no Manchester United, De Jong ainda não aceitou deixar o Barça. Interessado em fazer parte do projeto comandado por Xavi, o holandês entende que pode ser um dos pilares da equipe no processo de reconstrução. Porém, como o meia irá receber cerca de 20 milhões de euros em salário, bônus e outros encargos, sua negociação aliviaria a folha salarial.

“Ele é nosso jogador, nós gostamos muito dele. Recebemos algumas ofertas por Frenkie, mas não as aceitamos de momento. Queremos falar com ele e descobrir exatamente o que ele quer. Precisamos de esclarecer alguns aspectos da sua situação”, declarou Joan Laporta, presidente do Barcelona, à ESPN.

Retorno de Messi ao Barcelona?

Mesmo que esteja em processo de recuperação econômica, o Barcelona contou com a venda de direitos televisivos para abastecer seu caixa. Agora, diferentemente da gestão anterior, o clube não precisa se desfazer obrigatoriamente dos seus atletas, algo que aumentou os rumores sobre uma volta de Messi. Publicamente, Laporta admitiu que tem interesse no retorno do argentino, que possui compromisso com o PSG até junho de 2023.

“Não acredito que a história de Messi no Barcelona tenha acabado. Eu acho que é nossa responsabilidade deixar essa história ainda em aberto”, completou o dirigente à ESPN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *