Agora Esportes

As principais notícias do esporte

Ex-Flamengo, Mauricio Isla é especulado em rival da Libertadores


Isla lateral do Flamengo rival Libertadores

Crédito: Divulgação/Flamengo

Após rescindir com o Universidad Católica, o lateral Mauricio Isla teve seu nome ligado a outra equipe no Chile. Entretanto, o futuro do ex-atleta do Flamengo pode ser distante do seu país.

De acordo com o jornalista César Luis Merlo, especialista em transferências na América Latina, o chileno pretende retomar sua carreira na Europa. O lateral-direito chegou a ser especulado no Colo-Colo, clube que disputa a edição da Copa Libertadores, contudo, o desejo do atleta é o Velho Continente.

Antes de retornar ao futebol sul-americano, em 2020, para defender o Flamengo, o defensor estava há mais de uma década no continente europeu. O jogador deixou o Chile ainda muito jovem, para atuar na Udinese. Ainda passou pela Juventus, Queens Park Rangers, Marselha, Cagliari e Fenerbahçe.

Diante da carência mundial nas laterais, o atleta teria caminho facilitado para um retorno ao futebol estrangeiro. Anteriormente, quando ainda defendia o Rubro-Negro, chegou a receber uma proposta do Villarreal, sendo recusada pelo time brasileiro.

Ao mesmo tempo, o não interesse também tem ligação com o Colo-Coco. A equipe busca um lateral com características diferentes de Isla.

No Grupo F, da Copa Libertadores, os chilenos somam a mesma pontuação do Flamengo, com uma vitória, um empate e uma derrota. Contudo, diferente dos flamenguistas, a equipe figura na terceira colocação, atrás do Boca Juniors e Deportivo Pereira, da Colômbia.

Passagem de Isla no Flamengo

Contratado em agosto de 2020, Maurício Isla chegou com grande status para assumir a posição do experiente Rafinha. Consolidado na Europa e seleção do Chile, o lateral iniciou sua trajetória como titular.

No entanto, diante de uma inconsistência na posição, acabou perdendo a vaga em alguns momentos. Ainda assim, conquistou o Brasileirão e Supercopa do Brasil 2020, sendo titular sob comando de Rogério Ceni.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *