Agora Esportes

As principais notícias do esporte

Grupo City tem técnico para o Bahia e 22 jogadores que podem chegar

gabriel-pereira-grupo-city-bahia

Crédito: Divulgação / New York City

O Grupo City fechou a compra da SAF do Bahia e está a detalhes de iniciar o trabalho no clube. Segundo publicação do blog do Rafael Reis, do UOL Esporte, uma decisão importante estaria praticamente tomada para 2023 no clube baiano.

O Bahia deve ter Antonio Carlos Zago, atual treinador do Bolívar e com passagens por Palmeiras, Internacional e Red Bull Bragantino, como técnico para o ano que vem. O atual clube do técnico também pertence ao Grupo City e ele deve ser realocado de função para comandar o Bahia na próxima temporada.

Entretanto, o que também anima o Bahia é a chance de o Grupo City enviar jogadores, especialmente brasileiros, que estão sob contrato com clubes da franquia. Com isso, o jornalista Rafael Reis listou 22 jogadores atletas que podem pintar no clube baiano em 2023.

Veja os jogadores do Grupo City que poderiam pintar no Bahia

Exceto por Éderson, titular absoluto do Manchester City, praticamente todos os outros jogadores brasileiros do Grupo City tem status para pintarem no Bahia, dependendo do projeto, em 2023.

São eles os laterais Yan Couto, que pertence ao Manchester City e está no Girona (ESP), Caio Roque, do Lommel (BEL); os zagueiros Thiago Martins, do New York City (EUA), Eduardo, do Yokohama Marinos (JAP).

Os volantes Vinicius Souza, emprestado pelo Lommel ao Espanyol (ESP), Diego Rosa, emprestado pelo Manchester City ao Vizela (POR), e Metinho, emprestado pelo Troyes (FRA) ao Lommel; os meias Élber, do Yokohama Marinos, Gabriel Pereira, do New York City.

Além dos atacantes Kayky, emprestado pelo Manchester City ao Paços de Ferreira (POR), Marcos Júnior, do Yokohama Marinos, Raphael Rodrigues, do Melbourne City, Savinho, emprestado pelo Troyes ao PSV (HOL), Talles Magno, do New York City, Thiago Andrade, do New York City, Yan, do Yokohama Marinos, Anderson Lopes, do Yokohama Marinos, Arthur Sales, emprestado pelo Lommel ao Paços de Ferreira, Cauê, do Lommel, Héber, do New York City, e Léo Ceará, do Yokohama Marinos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *