Agora Esportes

As principais notícias do esporte

Tiago Salazar afirma que Corinthians ainda pode lucrar com possível venda de Robert Renan


corinthians-zenit-robert-renan-real-madrid

Crédito: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Nas últimas semanas ganhou força a especulação em relação a uma possível venda de Robert Renan, atualmente no Zenit. O jogador chegou esse ano ao clube russo, mas já estava no radar de outras equipes europeias.

E o Corinthians pode ver um valor considerável entrar em seus cofres caso isso aconteça. Isso porque nessa terça-feira (23), o jornalista Tiago Salazar, da Gazeta Esportiva, trouxe uma apuração exclusiva, informando que o Timão segue com 11% dos direitos econômicos do zagueiro, com o Zenit tendo 80% e o Novorizontino os 9% restantes.

O que muda em relação ao que já tinha sido noticiado previamente

As apurações anteriores eram que o Corinthians, que tinha 55% dos direitos de Robert Renan, tinha repassado todo seu percentual ao Zenit. Esse fato gerou muitas reclamações por parte da torcida. Isso porque as informações atuais são de que times europeus devem oferecer 30 milhões de euros (cerca de R$ 160 milhões) pelo jogador.

Com a má fase de Yuri Alberto, a forma como a negociação foi feita foi levantou diversas críticas.

Mas com essa atualização do Tiago Salazar, caso o Zenit venda Robert Renan pelos valores especulados, o Timão teria direito a 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 16 milhões) em relação aos direitos que seguem com o clube. Além disso, o Corinthians ainda teria um percentual do mecanismo de solidariedade da Fifa, por ser um dos clubes de formação do atleta.

Valor importante para metas de venda do Corinthians

O Timão prevê um valor de R$ 90 milhões com transferências de jogadores. E da mesma forma que ocorreu em 2022 e 2021, o foco é evitar ao máximo a venda de jogadores importantes do time titular para alcançar essa meta. Por isso essa mudança em relação a Robert Renan pode fazer toda a diferença para o planejamento de 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *