17 de outubro de 2021

Agora Esportes

As principais notícias do esporte

UFC demite Thomas Almeida, Antonio Arroyo e mais três lutadores

2 min read
UFC demite Thomas Almeida, Antonio Arroyo e mais três lutadores

Por Matheus Costa | 04/10/2021 01:15

Com mais de 700 atletas em seu plantel e com o final de ano se aproximando, o UFC começou a fazer alguns cortes em seu elenco e acertou a saída de cinco lutadores. De acordo com informações dos sites “MMA Junkie” e “MMA Fighting”, a organização acertou as dispensas dos lutadores Thomas AlmeidaAntonio ArroyoSarah AlparMike RodriguezEmily Whitmire.

+ Douglas D’Silva fatura bônus de performance da noite por nocaute no UFC Vegas 38

O principal nome da lista é o do brasileiro Thomas Almeida (22-5 no MMA, 5-5 no UFC), o “Thominhas”. Cria da Chute Boxe Diego Lima, o atleta surgiu no início da década passada como uma das principais revelações do MMA brasileiro e assinou com a organização com o cartel invicto de 17 vitórias. No entanto, mesmo com quatro vitórias em suas quatro primeiras aparições, o lutador paulista viveu com diversas lesões e amargou uma fase de cinco derrotas em suas últimas seis lutas, com sua última vitória ocorrendo no ano de 2016.

+ UFC Vegas 38: Marreta vs. Walker – Resultados

Outro nome que chama atenção na liste de dispensados é o do brasileiro Antonio Arroyo (9-5 no MMA, 0-3 no UFC). Contratado após várias aparições no Contender Series, o meio-médio não conseguiu mostrar serviço na organização e perdeu suas três lutas, a última delas contra Joaquin Buckley.

+ Apoie o MMA Brasil e colabore com o jornalismo independente

Completando a lista, Mike Rodriguez (11-7-1NC no MMA, 2-5-1NC) se despediu da divisão dos meios-pesados do UFC após somar quatro derrotas em suas últimas cinco lutas. Emily Whitmire (4-5 no MMA, 2-4 no UFC) não vai deixar saudades na divisão dos moscas, especialmente com três derrotas consecutivas por interrupção. Por fim, Sarah Alpar foi mais um experimento do Contender Series que não surtiu efeito na organização, perdendo suas duas lutas no evento e sendo demitida da organização em menos de dois anos sob contrato.

Foto: UFC/Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *