Agora Esportes

As principais notícias do esporte

História do Londrina Esporte Clube

Antes de morar em Londrina, no Paraná, José Luciano de Andrade residia em Rolândia, onde criou com o seu irmão Luiz uma das primeiras equipes profissionais do norte do estado: o Nacional. Em um determinado ponto, o time encararia o Vasco da Gama e acabou vencendo por 3 a 2.

Na volta da partida, ao lado do médico Wallid Kauss, surgiu a discussão: “Se Rolândia pode ter uma equipe capaz de enfrentar o Vasco em condições de igualdade, por que não poderia acontecer o mesmo em Londrina?”. O debate se estendeu em um restaurante, cujo dono Pietro Calloni, italiano fanático por futebol, se juntou ao médico alemão e ao advogado.

Dias depois, o quatro integrante a comprar a ideia foi gerente bancário, Paulo Schmidt, que sugeriu o nome Londrina Futebol Clube, prontamente adotado. A partir daí, a equipe passou a receber cada vez mais apoio. O primeiro jogo treino ocorreu contra o Portuguesa Londrinense, um dos melhroes times amadores da região na época. Mas, o Londrine goleou por 4 a 0.

Em 24 de junho de 1956, uma multidão apareceu para apoiar o novo time, que entrava em campo pela primeira vez com azul e branco da camisa. A massa de torcedores não festejou a vitória naquele jogo, mas não saiu inteiramente frustrada, pois também não amargou a derrota. O amistoso contra o Corinthians de Presidente Prudente (SP) terminou empatado por 1 a 1. Coube ao ponta direita Alaor marcar o primeiro gol do Londrina.

Já o primeiro campeonato disputado pelo clube foi um quadrangular realizada pela Folha de Londrina, que teve participação ainda do Nacional de Rolândia, a Sociedade Esportiva Uraí e a Portuguesa de Desportos de São Paulo. A Lusa paulista foi a campeã com três jogos ganhos. O Londrina ficou com o segundo lugar.

Time do Londrina de 1957
Time do Londrina no seu primeiro ano (1957). FOTO: Londrina Futebol Clube

Resumo da história do primeiro título e situação atual

O primeiro título do Londrina aconteceu em 1962 ao conquistar o Campeonato Paranaense após ganhar a Série Norte. A decisão dessa fase foi realizada em Apucarana, que tinha uma excelente equipe. Ainda assim, o Tubarão se saiu melhor que o adversário e se sagrou campeão pela primeira vez.

Recentemente, o torcedor do Londrina conseguiu comemorar a quinta conquista estadual na temporada 2020 / 2021 nas penalidades alternadas e com grande atuação Dalton. Augustou, escreveu o seu nome na história, deslocando o goleiro e comemorando mais uma conquista histórica.

Em relação aos campeonatos nacionais, o Tubarão conseguiu vencer o Vasco da Gama no Estádio do Café, por 3 a 0 e somado ao não triunfo do Remo contra o Confiança, o clube conseguiu a sua permanência na Série B para 2022. Portanto, a equipe está disputando novamente a segundona neste ano.

Escalação do Londrina
Time do Londrina em 2022. FOTO: Londrina Esporte Clube

Hino oficial do Londrina Esporte Clube

O hino oficial do Tubarão é de autoria do João Arnaldo.

“O azul celeste da tua bandeira

Simbolizando o céu do paraná

O branco, a paz de tua gente ordeira

Que em outras terras sei que igual não há.

O teu brasão resume a tua história

Na altivez da rama do café

Tu surgiste oh! grande Londrina

do seio de um povo que tem muita fé.

 

Londrina… Londrina… Londrina…

Estás presente em cada coração

Caçula-gigante nasceste

E hoje és o destemido tubarão.

Londrina… Londrina… Londrina…

Nossa torcida vibra em cada emoção

E o que importa é o ideal de vitória

Pois para nós, tu serás sempre campeão.

 

Meu tubarão, time de tantas glórias

É uma força do norte ao sul

Venceu fronteiras e já fez histórias

Tua camisa branca e azul.

És o orgulho de uma cidade

Que se formou na era do café

Tu surgiste oh! Grande londrina

do seio de um povo que tem muita fé!”

Ídolos do Tubarão

Com uma história recheada de vitórias e glórias, o Londrina possui jogadores de destaque como Ado, Paraná, Carlos Alberto Garcia, Éverton e Joel, bem como técnicos históricos com Armando Renganeschi, Jair Bata e Claudio Tencati.

Patrimônio do Londrina EC

Na década de 1940, o estádio VGD era apenas um local usado para jogos entre os funcionários de uma cerâmica e equipes de futebol amador de Londrina, como o antigo Operário. Quando a Prefeitura Municipal levantou a primeira parte das arquibancadas, esse campo passou a ser chamado de Estádio Capitão Aquiles Pimpão.

Em 1954, o nome foi alterado para Estádio Vitorino Gonçalves Dias. Todavia, o estádio pertence a Prefeitura de Londrina, que concedeu permissão legal de utilização ao Londrina. Além disso, o estádio também o palco para a realização de atividades esportivas, culturais e soiais, bem como a sede do Conselho Deliberativo do clube.

Estádio do Londrina
Estádio do Londrina (Estádio Vitorino Gonçalves Dias). FOTO: Londrina Esporte Clube

Escudo do time do Londrina Esporte Clube

O escudo é um dos símbolos mais relevantes de um clube de futebol e de identificação da marca. Sendo assim, a marca do Tubarão é formada pelas tonalidades branca e azul, envolvidas à uma rama de café. O verde das folhas e o vermelho dos frutos. A estrela prata está logo acima do escudo se refere ao título da Taça de Prata de 1980.

Segundo o artigo 175º do Estatuto do Londrina, o emblema da equipe é composto: em uma figura triangular, contendo ao centro uma rama de café e, em cima da rama, o termo Londrina, à esquerda da rama, parta acima da letra ‘E’ e à direita da rama, na parte inferior à letra “C”. O contorno do escudo e as letras são azuis, a ramas verde com frutos vermelhos, tudo sobre um fundo branco.

Mascote do Tubarão

O jornalista Victor Grein Neto, inspirado no filme Tubarão, publicou no O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná, manchetes que atribuíam o termo ‘Tubarão’ ao Londrina. A repercussão iniciou depois de um jogo amistoso contra Catanduvense, promovido antes do Campeonato Paranaense 1976. Para o jornalista, o time ‘engoliria’ os seus rivais na temporada.

Enquanto o radialista Rubens Fernando Cabral alega ser o criador do tema. Conforme o profissional, essa alcunha foi usada depois dos triunfos contra o IX de julho (5×1), Operário (4×1) e Grêmio Maringá (3×0) pelo Campeonato Paranaense. Cabral, na época na Rádio Clube, chegou a mandar produzir camisas com um simpático tubarão.

Segundo documentos mostrados por Grein e a convicção de Cabral, J.Mateus, em seu livro “Londrina Esporte Clube — 40 Anos — Do Caçula Gigante ao Tubarão” optou por fazer um julgamento nos padrões de Salomão: Victor Grein Neto é, de fato, o “pai” do, mascote. Já Rubens Fernando Cabral o verdadeiro “padrinho” do tubarão.

Hoje, o clube também conta com o Tubababy é um, mascote infantil, uma figura destinada a falar do amor pelo futebol para os pequenos torcedores. Símbolo de liderança e carisma, ele passa para as crianças sobre a relevância de atuar com raça e respeitar os adversários dentro e fora de campo. Além de estimular a paixão pelo time desde a infância.

 

Mascote do Londrina
Mascote do Londrina. FOTO: Londrina Esporte Clube

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *